Blog - O que são vinhos de talha?

Deslizar para a direita

2021-04-26

O que são vinhos de talha?

Talha – este termo pode ser desconhecido para algumas pessoas e difícil de entender. Mas então, o que é? A talha é um recipiente usado para fermentar mostos, estagiar, conservar e transportar o vinho. É um dos recipientes mais antigos e também conhecido por ânfora ou pote de barro.

Esta técnica milenar foi passada de geração em geração, tendo mudado muito pouco. É tão usada para vinhos tintos como para vinhos brancos. Além disso, não existe apenas uma técnica para fazer vinho de talha, pois varia ligeiramente consoante a localidade.

Como são feitos os vinhos de talha?

Primeiro, as uvas são esmagadas e depois pode-se fazer o desengace (não é obrigatório fazer este passo). Em seguida, são colocadas nas talhas. Estando dentro destes recipientes, ocorre a fermentação alcoólica, durante 8 a 15 dias.

Durante a fermentação, os restos sólidos sobem, criando uma “manta” no topo. Essa manta é mergulhada pelo menos duas vezes até ao fim da fermentação, para evitar a oxidação e também para extrair o máximo de cor, aroma e sabor.

No final da fermentação, os resíduos sólidos ficam no fundo, dando-se aqui o processo domo terminado. A partir daqui, há dois processos, dependendo do que se pretende fazer. Se o objectivo for servir logo o vinho, por exemplo uma taberna tradicional, coloca-se na base da talha uma torneira (as talhas têm um orifício para isto), para que o vinho saia puto e límpido. Se a ideia for engarrafar, os produtores passam o vinho para outra talha e posteriormente engarrafam, para comercializar.

Como são os vinhos de talha?

Estes vinhos são de simples estrutura, normalmente muito aromáticos, graças ao processo de vinificação. Os vinhos brancos costumam ter uma cor amarela dourada, enquanto os tintos têm uma cor rubi. Também podem ser feitos rosés, que misturam uva branca com tinta.

Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay 

Voltar